Curta e Siga


46% dos brasileiros optam pelo sedentarismo





Olá! Tudo bem? Sou a Dani e esse post fala sobre 46% dos brasileiros optam pelo sedentarismo.

http://malharbem.com.br/wp-content/uploads/2014/02/sedentarismo1.jpg?8ab708

Quase a metade dos adultos, 46%, no Brasil é de sedentários, segundo Pesquisa Nacional de Saúde. O levantamento aponta que cerca de 67,2 milhões de pessoas excluídas do exercício físico. O ranking de sedentarismo é liderado pelas mulheres, com 51,5% ou 39,8 milhões, contra 39,8% ou 27,4 milhões dos homens.

 

O percentual de mulheres "insuficientemente ativas" varia de 50,3% na região Sul a 56,4% no Norte, que também lidera o maior número de pessoas sedentárias, 48,1%. Entre os homens, essa variação fica entre 37,3% no Nordeste e 41% no Sudeste. Mais da metade, 62,7%, das pessoas de 60 anos ou mais estava inativa o ano passado. Já o grupo menos sedentário é o de idade entre 18 e 24 anos, chegando a 36,7%.

Das pessoas sem instrução ou com ensino fundamental incompleto, 50,6% são "fisicamente inativos". É o grupo mais representativo entre os demais. Em relação à etnia, os brancos são um pouco mais sedentários, 47,9%, do que os pardos, 44,8%, e os pretos, 42,4%.

O estudo aponta que um dos fatores que levam ao sedentarismo é o hábito de assistir à televisão. O Sudeste lidera a lista de moradores, 31%, que aderiam ao costume em 2013. O Rio de Janeiro é o Estado com o maior número, 40,4%); seguido pelo Espírito Santo, 29,4%; São Paulo, 28,9%; e Minas Gerais, 28,1%. A pesquisa revela ainda que 37,2% das pessoas de 18 anos ou mais de idade consomem carne ou frango com excesso de gordura no País. (com agências)


Espero que você tenha gostado da nossa abordagem.

Se você for profissional da saúde, conheça a página que a Quero Conteúdo oferece com materiais gratuitos. Clique aqui .
Você também pode ter informações sobre Cursos Online para Profissionais da Saúde clicando aqui!

Se você quiser receber notícias sobre saúde em geral, entre nos grupos do Whatsapp e no grupo do Telegram.

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário